Passaram por aqui ... ;*

segunda-feira, abril 23, 2012

Erros que cometi...

    Que vontade de sair gritando aos quatro cantos do mundo. Loucura talvez.
    Mas gritar o que afinal ? Já que tudo que vem passando em minha mente são somente notas soltas de uma historia mal contada, mal resolvida... mal vivida.
     Sorrisos falsos e declarações mais que artificiais. Uma pena, foi dessa vez que escolhi ceder, ser diferente, ser apaixonante, doce diferente do que sempre fui. Dessa vez eu quis viver diferente experimentar o novo, o conto de fadas. Nessa recente tentativa decidi ir contra as minhas verdades de que príncipes não existiam (eles não existem de fato), amor entre duas pessoas é meramente interesse (sem querer destruir o sonho das românticas mas, ok!), esqueci minha tese de que as pessoas te envolvem por necessidades pessoais (excerto aqueles que te curtem de verdade, que ainda assim no principio estão interessados em algo que você tem a oferecer) enfim esqueci um monte das minhas observações quando aos seres humanos impiedosos e malvadinhos.
   E foi assim nesse exato momento, no momento em que fui contra a tudo que sempre acreditei que me machuquei da forma mais doentia que se pode imaginar, você deve estar comentando "nossa ele deve ter chorado horrores por dias, que louca ", mas não foi por isso exatamente. Foi louco por que me envolveu, me conquistou, me levou pra longe e ainda assim apesar de tudo não chorei, não bate ou chinguei, não discuti sobre o que senti quando percebi que convivi com mentiras , foi louco porque percebi que não fui capaz de sentir nada em meio a esse furacão foi o fim que me fez pensar no inicio no motivo de ter mudado de ter decidido ser diferente.
   Pensei mais um pouco e cheguei a conclusão de que apesar de ter cedido pro meu coração (com a consequência de ter apanhado rs'). Não mudei tudo, não mudei de verdade, quis ser diferente,  quis tentar forçar uma barra que não era pra mim, por isso não explodi! Descobri que a culpa de ter acontecido do jeito errado é que as vezes a gente não sabe ouvir o que nós mesmo temos a nos dizer  e se ignorar é o pior dos erros, fingir que não sabe sobre o óbvio é burrice (tem palavra mais certa que essa?).
    Mas aprendi que nunca vou ser diferente nunca vou buscar os príncipes nem acreditar em palavras melosas (nunca acreditei nisso), despenso os cabelo bem penteados e as roupas tons sobre ton, sempre vou escolher minhas roupas pelo meu humor, sempre vou chingar quando achar que devo. Nunca quis ser princesa desde, sei lá, sempre k- e 90% de mim tem os pés no chão e quero continuar assim vivendo dos meus sonhos (os 10% são mais intensos e todos bem escondidos dentro de mim) pra sempre, ainda que seja breve.




                              Bianca Reis  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a palavra visitantes de um vagalume e suas luzes ...