Passaram por aqui ... ;*

quinta-feira, setembro 25, 2014

Céu de qualquer cor.

   Eu deveria estar fazendo muitas coisas a essa hora. Estudando, conversando, criando, pensando no trabalho, no almoço, no horário para cumprir... Mas, ainda estou de pijama!
   O céu está cinza demais, eu nem estou cansada/sonolenta ou qualquer coisa que justifique a minha atitude, mas está tudo cinza desde as 6H da manhã e eu fiquei aqui na varanda de casa esperando clarear. Já são quase 9H e eu continuo aqui olhando pro céu cinza (e agora chuvoso) da cidade e acabei de perceber que não da para esperar melhorar.
   Vou completar esse turno para pensar um pouco, mas sairei de casa, molharei meus sapatos e minhas roupas, vou me envolver com o engarrafamento, também. Já perdi minha aula de hoje, mas o meu trabalho me espera, vou me cobrir com pilhas de papeis burocráticos, vou ocupar cada segundo do meu dia, vou voltar a marcar coisas em minha agenda, vou voltar a passar noites em claro com cadernos e livros abertos mesmo que seja para dormir e acordar por cima deles, vou viver cada segundo e cada detalhe como sempre quis (vou usar o quadro de horário que eu faço desde os 13 anos contando quanto tempo tenho para fazer cada coisa durante o dia), controlarei doentia e organizadamente cada passo que eu der daqui pra frente (como eu sempre fiz).
   O céu pode até estar cinza, o dia pode até estar triste, mas eu estou de pé! Tenho  tantos sonhos que não caberiam em um travesseiro, sonhos que ultrapassam um dia escuro. E o amor que acabou (de novo),
   Eu, voltarei de onde parei, sairei da inercia na qual me enfiei (vou levantar dessa cadeira, também). São as situações desconfortáveis que a gente se proporciona viver para poder sentar na mesa de um bar e dizer: "Cara, eu já passei por isso..." ou "Sei bem como é isso" e depois da filosofia pedir mais uma bebida e rir de qualquer outra coisa.
   Dias cinzas passam, assim como dias claros, caberá a cada um de nós seguir em frente faça chuva ou sol, do inverno ao verão, sabendo que cada dia merece de nós o melhor e se não puder oferecer o melhor; acorde, sente em um lugar qualquer, cancele os compromissos e leia tudo isso de novo, você vai gastar 5 min. para ler mais vai levar um turno inteiro para entender que deve se levantar e molhar os sapatos e as roupas, levará um turno inteiro para entender que você deve voltar a viver (seja lá como for).



Por: Bianca Reis, que continua usando o pijama mas já se levantou da varanda e ama o céu seja lá qual for a sua cor :)

2 comentários:

  1. Achei brocante o texto. Parabéns! Muito bom saber que toda a juventude está perdida! No entanto, enquanto uns perdidos na criminalidade, outros se perdem, ébrios, no caminho da inventividade! Muito bom saber que não somos poucos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita/leitura e pelas palavras :)

      Excluir

Com a palavra visitantes de um vagalume e suas luzes ...