Passaram por aqui ... ;*

terça-feira, dezembro 09, 2014

Pós Guerra

Eu estou presa nas consequências, estou presa nas coisas das quais ainda nem vivi. Estou presa na indecisão Estou presa porque a minha vida se prendeu e se perdeu, o meu mundo parou quando eu discursei sobre continuar, eu ensinei pessoas a seguir em frente, eu encorajei todo ciclo que me rodeou a seguir, mas nenhum foi capaz de perceber que o que eu mais senti (e talvez sinta) é medo. Eu tenho tido tanto medo nos últimos anos, medo de tudo, medo das pessoas, medo das coisas, medo das consequências, medo do meu futuro, medo de não conseguir chegar a lugar nenhum. Estou sufocada nas minhas escolhas das quais nem sei se são as certas. Não sei o que estou fazendo. Estou perdida aqui, sufocada, me sentindo reprimida e imatura. Eu tenho tantos anos e nenhum deles, nenhum, está sendo capaz de me esclarecer para onde eu devo ir. 
Estou perdida e admito! Eu estou perdida e não sei para onde ir, não sei onde eu estou, nem para onde eu vou. E sei, que estou sozinha nisso, estou doente também. Doente do corpo e da alma. Eu queria estar firme, forte, certa de tudo, mas não estou, fui machucada sim e estou ferida até hoje, ninguém se preocupou em me estender as mãos, ninguém me ofertou ajuda, só me deixou lá como um muro caído pós guerra.
Sei que vou me levantar amanhã, mais atriz do que hoje, mas a certeza de que eu tenho é que em algum desses anos que virão eu vou acertar, eu vou escolher sem medo, eu terei coragem de dizer e fazer o que sei que o meu coração decidiu, por hora sigo maquiada, visível aos olhos e aconselhando os outros da melhor maneira (mesmo sem praticar minhas palavras).



Bianca Reis.

P.S: Não tive condições emocionais de redirecionar o texto, outro dia quem sabe coloco as licenças poéticas devidas e pontuação (essa parte é para rir eu acho).

2 comentários:

Com a palavra visitantes de um vagalume e suas luzes ...