Passaram por aqui ... ;*

domingo, julho 17, 2016

Ninguém está tão preocupado com você, além de você mesmo!

   Sim, você chegou no momento importantíssimo da vida, esse em que a gente descobre que se não formos por nós, ninguém será. 
  É o momento em que as pessoas que cuidavam de você passam a precisar dos seus cuidados. Os papéis se inverteram e a responsabilidade agora é sua (ou pelo menos está começando a ser).
Sim, as contas agora também chegam com seu nome, completo, igualzinho na época do boletim. A água, a luz, o gás, o cartão de crédito e mais umas mil coisas com datas de vencimento (datas de vencimento são aterrorizantes).  
  Sim, os seus amigos também já não estão tãoooo preocupados. É que eles estão lidando com suas próprias vidas, as contas, a carreira, suas famílias, os relacionamentos... são prioridades. Você não vai querer disputar com nada disso, você vai perder, eu lamento!
  Sim, você vai se sentir preso naquele ciclo: "Tudo precisa de mim, enquanto, eu preciso de tudo". 
  Também sinto informar isso, mas esse problema é todo seu. E você tem por obrigação lidar com isso. 
  É sua obrigação cuidar da sua mente, alma e coração (e ainda tem que lavar louça! Um absurdo!!! Porém, real). AAH, sem contar na carreira, claro! Você precisa dar um rumo a essa altura, você precisa se formar agora, logo, para ontem! E ser bem sucedida(o) amanhã de manhã. 
  Sim, você vai disputar a "vida" com a galera do currículo extenso incluindo: cursinho, inglês, intercambio na Europa; Asia e America, 12 horas livres para estudar, "cansado demais para dirigir"  e o perfil puxa saco da torta (Não conhece? É aquele que faz de tudo para se destacar, inclusive, ganhar os chefe pela barriga, sim ele puxa o saco do patrão e seu tapete, por tabela!).

  Em resumo, no final do dia, depois de ter perdido 5 horas em transportes públicos indo e vindo dessa sua vida muito igual a de todo mundo te sobraram 10 horas para estudar, comer, fazer exercícios e dormir - não, não tem ninguém com pena de você a vida é isso mesmo. E, no final de semana você precisa ter a certeza de que vai da tudo certo. Não espere conselhos familiares tudo que eles tinham para te dizer foi dito até o seu decimo quinto aniversario, dali para frente é só replay. Seus amigos, como dito anteriormente, não tem tempo para sua choradeira, os poupem disso. 

  Eu concordo que isso tudo é muito dramático, absurdo, obsoleto, louco, mas me diga se não é verdade?! Talvez não seja a sua, nem a minha, mas é uma verdade comum. A aceitação de que a vida é unica, dolorosamente indispensável, intransferível, blá, blá, blá, é um processo fisioterapêutico!
(Sim, aquela parada de vida compartilhada é ilusão, vocês sabem, né?)

  No final das contas (inclusive as que você ainda não pagou), a cabeça no travesseiro que pesa, é a sua.  No fim de tudo você vai sentir o peso nas costas de ser nessa vida, exclusivamente, você mesmo. Das contas pagas e à pagar, da roupa que precisa usar para não passar vergonha, dos compromisso escritos na agenda, do horário do ônibus, de passar na padaria, de ligar pra sua tia avó e desejar parabéns, de ler duas paginas de um livro, de todos os outros compromissos que você já sabe e, se sobrar um tempinho chorar por ter esquecido de comprar o leite... No final do dia qualquer motivo é motivo para desabar por dentro ou por fora.


Cabe a você lembrar: "Tudo precisa de mim, enquanto, EU PRECISO DE TUDO!"
                                     




Por: Bianca Reis, que não sabe cozinhar e nem puxar saco, mas costuma ser honesta e precisa de bastante coisa também ;)